Espaço Tulasi

Click here to edit subtitle

Blog

GURU PURNIMA

Posted on July 19, 2016 at 11:50 AM




Todos os anos, na Lua cheia, umas vezes no mês de Junho outras em Julho, celebra-se Guru Purnima. Este ano acontece nesta terça-feira, 19 de Julho.


Guru significa aquele que remove a escuridão da ignorância. Ignorância que gera sofrimento. Purnima significa Lua cheia.


Este é assim um dia em que se expressa a gratidão pelo(s) nosso(s) Mestre(s).


Aqueles que, em momentos de maior confusão, nos ajudam a ver as coisas com maior clareza, que nos dão ferramentas para trilharmos o nosso caminho, que como luzes brilhantes servem de Farol quando nos sentimos perdidos. Por vezes podem parecer duros nas suas palavras, outras suaves, mas sentimos que aprendemos sempre algo de transformador quando temos a benção de nos cruzarmos com um ser especial, mesmo que por vezes só o consigamos entender mais tarde.


O objetivo pode aparentemente variar mas no fundo parece resumir-se ao sentido de Presença que a Paz de Espírito emana.


Quer esta experiência ocorra pessoalmente, o termos a possibilidade de estar na presença fisica e falar com, ou indiretamente, por exemplo através de palavras escritas por alguém que tenha habitado a terra há muito tempo mas deixou o seu legado - como um mapa do caminho até ao Tesouro, para que outros o possam trilhar caso assim o entendam - na verdade, seja qual for a forma, esta experiência mesmo que por vezes difícil - pois obriga-nos a olhar verdadeiramente para aquilo que temos de ultrapassar e trabalhar em nós, ser resilientes, humildes e ao mesmo tempo fortes e perseverantes - eleva-nos.


O caminho passa também a ser interior. É o início do despertar, do regressar à origem, na descoberta de nós próprios, o princípio do entendimento de uma série de questões e princípios da nossa natureza humana e simultaneamente divina, dos nossos valores mais profundos, daquilo de que somos feitos, da nossa essência e verdade.


Que este dia possa estender-se a todos os outros neste Agradecimento que vai muito além de uma palavra. Agradecimento pela Vida, espelhada em tudo o que nos rodeia. Começando pelo contemplar do nascer-do-Sol até a uma noite de Lua Cheia, Guru Purnima, como hoje.


RESPIRAR... 3 DICAS

Posted on June 11, 2016 at 2:15 PM


Além da importância de respirarmos ar puro, estarmos conscientes da respiração mais vezes ao longo do dia, pode trazer imensos benefícios para o nosso bem estar geral. Aclarar a mente, reduzir o stress e tensão.

Todos nós respiramos é certo, respirar é também sinónimo de estar/ser vivo. Mas será que respiramos realmente? Como é um acto “mecânico”, que fazemos para nos mantermos vivos, muitas vezes nem estamos conscientes desse processo tão importante para nós.


15 segundos

Experimentem, nem que seja por 15 segundos, estar conscientes da vossa respiração. Tentem fazê-lo ao longo do dia, várias vezes de preferência, quando acordam, durante as atividades diárias, ao deitar. Isso ajuda-nos a estar mais conscientes. A própria noção de tempo parece mudar.


Como respirar?

Não é necessário fazer grandes inspirações e expirações, profundas e forçadas. Em vez disso, enchemos simplesmente o nosso corpo de ar, suavemente, sentindo a passagem do ar pelo nariz (narinas) quer na inspiração quer na expiração. Esta é a base.


Os 3 andares

Na respiração ióguica, trabalhamos com 3 andares: abdómen, toráx e clavículas. Ao inspirar, começamos por sentir o ar a dirigir-se à região abdominal, diafragma (que acontece normalmente nos bebés, se observarem enquanto dormem), em seguida à região torácica (pulmões) até chegarmos à parte superior dos pulmões junto às clavículas. De forma suave, sem atingirmos um limite que crie tensão. Depois repetimos o mesmo processo para a expiração.


Não tenho muita flexibilidade e... Falta-me tempo. Posso praticar Yoga?

Posted on July 25, 2014 at 12:00 AM




Esta é uma dúvida recorrente.

Às vezes as pessoas pensam assim mas a prática do Yoga, nomeadamente das Yoga-Asanas (posições do Yoga), é para todas as pessoas, não é exclusiva de pessoas "flexíveis" fisicamente ou de uma determinada idade, etc.

O objectivo é libertarmo-nos de tensões e bloqueios, harmonizar o funcionamento/fisiologia dos orgãos, glândulas, estarmos conscientes da nossa respiração e, através do relaxamento e interiorização que possam advir desse processo, irmos encontrando um bem-estar a vários níveis.

Claro que temos de ser realistas e estar conscientes de alguns tipos de limitações que algumas pessoas possam ter e, nesse caso, ainda é mais necessária uma prática direcionada, adaptada. Mas de uma forma geral todos podem benefíciar com a prática do Yoga.

A aprendizagem é constante. O nosso corpo (tal como a nossa mente),não está sempre igual todos os dias, pelas mais variadas razões (que podem ir desde: o termos ou não dormido bem, termos ou não alimentado-nos bem, estarmos ou não com alguma questão por resolver, etc), e mais do que conseguir fazer ou permanecer em determinadas posições (especialmente as tais complicadas!), é o trabalho que estamos a desenvolver connosco mesmos e isso é algo muito pessoal. O mais importante, como costumo dizer, não é se conseguimos ou não chegar com a testa aos joelhos, mas o caminho, o que está a acontecer dentro e fora de nós enquanto estamos a tentar fazer com que isso aconteça, sentir a respiração, e o estarmos conscientes em todo esse processo. Às vezes, mesmo que não se consiga observar algo físico a acontecer, algo dentro vai sendo trabalhado. Por isso é que o Yoga não é um desporto/competição mas uma ferramenta para o nosso desenvolvimento e realização pessoais. É um trabalho holístico.

No fundo consiste em praticarmos ao nosso ritmo, dentro das nossas capacidades que vão evoluindo com a prática. As pessoas podem começar a praticar em qualquer momento da sua vida, se assim o desejarem. Acho engraçado pensar que algumas devem estar a começar agora, pela primeira vez, em algum sítio do mundo ;).

Em relação à noção da disciplina na prática, esta é importante por ser um compromisso que as pessoas estabelecem consigo mesmas mas não deve ser causadora de "stress". Quando não puderem praticar não faz mal mas quando puderem, fazem a sua prática, tentando conciliar com a sua vida e sem se sentirem culpadas quando não conseguirem chegar sempre a tudo.

Sabemos que a vida é composta por várias facetas e no Yoga as Asanas são só um dos seus aspectos, importante sim, que podemos utilizar simplesmente para nos sentirmos bem ou por exemplo para nos preparar para a Meditação. Mas "Yoga" é mais do que isso, é algo que não está confinado a determinadas posições, praticadas num determinado lugar ou a uma determinada hora. Pois, se quisermos, estamos a praticar Yoga em tudo o que fazemos, a qualquer momento do dia.

(Nota: Algumas palavras estão segundo o novo acordo ortográfico e outras não... :))